ABIOVE - Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais

Moratória da Soja

Em julho de 2006, a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais - ABIOVE e a Associação Brasileira dos Exportadores de Cereais - ANEC se comprometeram a não comercializar nem financiar a soja produzida em áreas que foram desmatadas no Bioma Amazônia  após esta data.

A Moratória respondeu ao questionamento de grupos ambientalistas e de clientes do Brasil no exterior que passaram a promover arranjos institucionais privados destinados a gerar novas regras sustentáveis para o cultivo e a comercialização da soja.

Nestes últimos cinco anos, o monitoramento da Moratória da Soja produziu evidências de que os plantios da commodity possuem uma participação ínfima nos desflorestamentos ocorridos após julho de 2006, conforme artigo publicado na Remote Sensing (http://www.mdpi.com/2072-4292/3/1/185/). Portanto, pode-se afirmar, hoje, que a expansão da soja brasileira não é um importante vetor de desflorestamento do Bioma Amazônia.




Declarações e Renovações

Clientes europeus aplaudem renovação da Moratória
Empresas do Grupo de Consumidores de Soja Europeu declaram aplaudir o anúncio feito pelo Grupo de Trabalho da Soja (GTS) em continuar seus esforços e extender a Moratória da Soja por mais um ano.

Veja mais Veja todos
Relatórios

Moratória da Soja - Relatório do 9º Ano
Monitoramento de 98% de toda área de influência de cultivo da soja no bioma Amazônia nos 10 anos de Moratória.

Veja mais Veja todos